Diabético pode comer pipoca?

Ao contrário do que muitos falam, a pipoca não é um alimento proibido para o portador de Diabetes.

A pipoca é fonte de carboidrato, mas isso não deve te assustar, por ser rica em fibras alimentares, contribui com a sensação de saciedade e melhores níveis de glicemia.

Melhor dizendo, o milho de pipoca é um cereal integral com muitos benefícios. Além de gostosa, pode servir como uma aliada no controle da glicemia e no colesterol, e na prevenção de complicações, sendo um lanche saudável e nutritivo. Embora nutritiva, não chega a valer como uma refeição completa, o melhor é comê-la como um lanche da tarde.

Para ser uma verdadeira aliada na dieta, sua forma de preparo é essencial. Deve ser preparada com pouca gordura e pouco sal, a pipoca pode auxiliar no equilíbrio alimentar, evitando o aumento dos níveis de colesterol.

Para que seja sempre uma fonte de lanche saudável são necessários alguns cuidados, tanto na preparação como na hora do consumo, tais como:

  • Deve-se evitar a pipoca industrializada de microondas por conter gordura hidrogenada e muito sódio.
  • Óleo Vegetal: Convém usá-lo o mínimo possível, mas não é necessário que os grãos fiquem totalmente cobertos. Tipos de óleo: soja, girassol ou canola.
  • Pipoca Doce: Melhor evitar, além de levar grande quantidade de açúcar, que pode elevar a glicemia, o valor calórico dobra em relação à pipoca salgada.
  • Evitar: Temperos prontos, sal, bacon, leite condensado e chocolate.
  • Bebidas: Opte por refrigerantes diet. No caso de sucos, os de baixo teor calórico são ideais, como os de limão, abacaxi e maracujá.

Dica: Uma xícara de chá de pipoca, sem óleo, contém 30 calorias.

Quem faz contagem de carboidrato pode comer, por exemplo, até uma quantidade equivalente a três xícaras de pipoca como um lanche da tarde.

Fonte:: Mônica Amaral Lenzi

Quer comer pipoca, mas está com preguiça para fazer. Clique aqui!